Visitantes da página

sexta-feira

TOME NOTA!


Guarda tuas notas, mostra algo humano, algo que não seja papel que seja digno de nota...Guarda teu dinheiro, poupe teus esforços...Alivia teus bolsos, tua consciência com um outro alguém, divide teus proventos com os porcos;Do humano, quero ver sangue correndo na veia...Do verde da grama, até o alto da montanha... nada necessita de algo que não seja sol e seiva!Vista-se de pele, sinta o arrepio que causa o calor de um suspiro sem valor...Sinta os poros se abrirem, antes que teus olhos se fechem!Guarda teu cigarro, teu esquema e teu isqueiro...Desista de toda impossibilidade da crença urbana, arrisque tudo na coisa humana...Entregue plenitude, para sentir-se inteiro;Guarda teu vício, teu desperdício... corra o risco de caminhar no limiar, desafia o precipício;Um pouco de chuva, para se molhar em dia de sol tórrido, um pouco de sol para iluminar em dias de cinza mórbido...Guarda um pouco de alma, cede um pouco daquilo que tem sede ao próximo!Quem há de saber do tesouro que seja vida, que não seja ouro... pedra preciosa ou de maldição que ilude ao tolo;Talvez, ainda não haja tempo de ter tempo para apreciar a paisagem, perder-se em uma viagem vertiginosa, sentido água e todos elementos possíveis com todos os sentidos...Quem sabe sobre as incertezas de estar vivo, senão os seres naturais que não desafiam sua natureza?Sentindo algo, fruto de teu sonho mais sublime...e não possa ver com olhos assim contaminados, nisso tudo alguma beleza?





Foto





Fernando Ordani.

"Isso, é o que eu espero..." - Tim Maia.