Visitantes da página

quinta-feira

Mistérios e ministérios.

ANTES DE LER, CERTIFIQUE-SE DE FAZER A "CHECAGEM" DE COMO ANDAM SEUS "VALORES".



Buscamos por segurança em um mundo de inseguros, buscamos fortaleza fugindo de lutas fazendo refúgio sobre muros;
Buscamos pureza que seja nossa essência, ao denegrir diariamente aparência nos tornando mais impuros;
Buscamos extirpar entidades malignas ou tumores que sejam dos outros, buscamos portos seguros...frágeis em nossos calcanhares, fixando-se ao parasitar a vida de outros...
Buscamos nós, lembrando-nos dos outros, buscamos futilidades fingindo ser certeza de plenitude que se chamem por inestimáveis tesouros;
A palavra nada vale, mas o bíblia custou caro...no cálice toma-se sangue profano saciando a sede dos seres nascidos e afeitos ao pecado;
Pecadores não assumidos, fé inabalável...em acordo com a batuta de regência ou leis, embora tácitas em vigência, variável;
Ser tão humano para ser único e distinto, contudo jamais distinto para saborear como vinhos rotulados...
Sabores similares, quase que previsíveis...devidamente no vidro das vergonhas e vaidades, imersos, engarrafados;
Seres que se vistam...considera-se agora vergonha talvez, nascer despido de roupas, mas com herança de pecado...
Escondendo partes, ocultando faces...tornando um pouco mais complexo, aquilo que já se fazia complicado;
Perfura-se o poço...água que corra naquele perene ou temporário rio, já não mais presta para matar a sede...
Procura-se novo talento, novas pessoas...pois, pessoas profanas ou por nós profanadas serão rotuladas, serão peças fora de um estúpido jogo, quando hipocrisia se faça caça talentos para capturar em sua rede!
Pessoas serão pessoas...seríamos nós personificação de um quase tudo não dissonante de nossa fé...
Pessoas terão meios necessários, serão seres tão comuns ordinários...mas, nascidas quase perfeitas, terão vergonha de serem vistas caminhando à pé;
A fé que se orgulha de sobre a terra pisar o pé, anda em carros, jornais e o ópio alheio...
Será assunto para boa conversa  vespertina, jornais digitais...ícones virtuais de amizade, bons confessionários para subsistência vazia de seres banais;
Eis, o mistério de existir sob maquiagens exultando qualidades, ocultando o que haja de mais feio...eis a vergonha de sermos assim tão humanos, detestando assumir inata condição de pensantes animais.



2 comentários:

  1. "POR QUE SERÁ, ME DIZ POR QUE SERÁ...QUE A GENTE CRUZA O RIO ATRÁS DE ÁGUA E DIZ QUE NÃO ESTÁ, NEM AÍ..." (HUMBERTO GESSINGER)

    ResponderExcluir
  2. A fé que se orgulha de sobre a terra pisar o pé, anda em carros, jornais e o ópio alheio...
    Será assunto para boa conversa ;)

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.