Visitantes da página

sábado

Exultação e exortação.




 

Do lado de cá, pesar...pesar funesto daquele que se sinta à margem do caixão;
Acolá, celebração, exultação estranha...paradoxo que justifique toda forma de divisão;
Vidas inteiras, nenhuma vida em plenitude, mas...vidas, se fazendo divididas, contradição;
Desnecessária exacerbação de alegria tão inconveniente, risos a celebrar proposital desunião...
Se é divindade adorada que traga esta nefasta forma de alegria, aos diabos...faço exortação!
Protejam-me de divindades malditas dos outros, proteja-me da hipocrisia que regozija-se com alheio infortúnio, fingindo ser aliado...
Tudo que se pareça real, não passa de pífia forma de vil pretensão;
Do lado de cá, a pensar...se é que ponderação se faça plausível, quando se pareça fazer ausente toda forma de razão...
Insanidades e sandices...mentiras enaltecidas, preterida sempre há de ser translúcida forma de verdade desagradável que seja teu próprio irmão;
Do lado de cá a pensar, acolá segue celebração...às voltas com este estranho sentimento de que nada faça sentido...
Acenda então outro cigarro, real ou imaginário...espere pelo pior, pois o melhor sempre será algo que poderia ter sido;
Acenda outra chama que chame por esperança, porém não lhe traga nada além de um trago de prejuízo no pulmão e sensação de pesar...pesar no coração!


3 comentários:

  1. "Tem gente que está do mesmo lado que você, mas deveria estar do lado de lá..." (RENATO RUSSO)....e DEVEM, FICAR DO LADO DE LÁ!

    ResponderExcluir
  2. e do lado de lá deveria então permanecer... bravíssimo

    "Nem tudo que reluz é ouro, e nem todo ouro reproduz a certa luz"..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E nem toda luz, é luz que ilumina...mas, confunde propositalmente, ofusca e cega. Luminosidade precursora de perdição e percalços.

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.