Visitantes da página

sábado

Destinos amaldiçoados.

Pensei que aquele azul que cintilava em um céu, para  mim sorria;  
Pensei que algo houvera, restasse forte para ainda ser...pensei, que sussurrava sobre glória o destino em meus ouvidos, aquele dia;
Disparate, desatino...ledo engano transformando em lágrimas o dia que seria perfeito, o dia tão seu que  acordara sorrindo;
Maldito é meu passo, amaldiçoada é esta voz e tudo que se relacione a este sempre quase, este nada que seja meu destino;
O perdedor não nasceu para saber sobre o primeiro lugar, ao perdedor concebido assim para ser restará sempre esta amargura estranha que será se resignar;  
Como não pensar, como não sofrer...força e virilidade será o que resta para o iludido escravo, para desavisado o cruel açoite sofrer;
Sou por demais metade, sou meio...sobre louros colhidos nada sei, sei somente sobre a maldade e pouco...sobre seus desígnios, reais anseios;
Mais um dia, converte-se em risos de mim aquele sol infeliz que em um horizonte intangível, parecia me desejar um bom dia;
Uma vez mais passado para trás...na esperança tola de ser flecha  retroagindo para se projetar adiante em relação aos normais;
Se é dádiva o que tenho, por favor anjos...cedam este presente, advertindo devidamente em um bilhete sobre suas condições, à alguém mais;
Se é somente maldição, que meu dia se faça perene escuridão,  que trevas tomem de assalto e façam implacável geleira se traduzindo em parco, opacidade no olhar, aquilo que se há de se fazer em meu coração...
Cesse seu bater, cesse todo lampejo que seja inspiração...cesse, respiração!
Dê-me simplesmente a certeza de que nada valeu a pena, dê-me certeza...de que viver, simplesmente não faz sentido e vida nada foi além de estúpida sobrevivência, resistindo em vão.  




5 comentários:

  1. Respostas
    1. Diz assim em uma palavra que li a muito tempo atrás.
      A maldição pode até ser passageira, mas tem uma causa especifica.
      Como o pássaro no seu vaguear, como a andorinha no seu voar, assim a maldição sem causa não encontra pouso. Provérbios 26:2
      Pode até tentar mas não encontra morada.
      Bom final de semana escritor, a vida não é flores, os espinhos tem nos furar. Sabio é aquele que distorce moinhos.

      Excluir
    2. Realmente, sei MUITO à respeito dos espinhos...e isso, é o que cansa por demais neste subsistir que chamamos por vida, às vezes.
      Muito obrigado pelo excelente comentário.
      Abraços, ótimo final de semana.

      Excluir
    3. UAUUU..... Excelente comentário e muito bem entendido, quando a de se retorcer qualquer tipo de moinho supera nossos grandes problemas assim penso eu......
      Maldição tenta por horas é conseguida mais é somente por horas..

      Excluir
    4. Exato, estamos a cada dia mais fortes, apesar dos pesares..."ninguém há de bater tão forte quanto a vida..." já dizia ROCKY BALBOA...rsrsrsrs.
      Legal, é quando a gente levanta mais forte, e golpeia com ainda mais força...

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.