Visitantes da página

domingo

Danças de cristal.




Uma dose a mais, sorrisos se desenham em bocas melancólicas...sorrisos tão involuntários, desesperados, iguais;
Escárnio do existir, para dor...parar por um instante, pairando no ar em uma dança diabólica com estranho elixir;
Noite adentro...porém, se queres mais um pouco de noite para se viver, há para se vender lá fora;
Noite aqui dentro não existe sem aspirar inspiração, noite sem inspiração infeliz de maldição...não rola!
Melhor momento não pode ficar para o passado, o pior já passou, mas não se vai...o melhor, se vive nesta dança de loucura que se dance agora;
Uma dose a mais, todos ficam...uma a menos, todos se vão, tudo o que seja tão vital se torna rarefeito, quase paralisa;
Uma dose a mais agora, certeza de que fétida forma de alegria artificial perdure, e pranto há de irromper com a certeza do ascender do sol, da aurora...
Uma dose...em desespero por um inexplicável vazio, o ilustre ou ignóbil cidadão...daquele que não suportou, o olho chora;
A dose acabou, frascos vazios de solidão e lembranças sórdidas...portas abertas, rumo às casas ou rumo ao acaso, todos foram-se embora;
Anfitrião de inesperados, desconhecidos convidados, lentes escuras ocultam tristezas em olhares marejados, semblantes destruídos...destinos que sofrem calados;
Todos se foram, tudo se foi com todos...ligue agora seu imaginário carro que também agora é saudade, pois também sem ti partiu...
Ligue agora para os convidados, ligue para alguém que ao menos lhe auxilie a limpar a sujeira dos pratos...mas, espere...
Seu estimado telefone, também sumiu.

 
O ULTIMO SE FOI COMIGO...VAI MAIS UMA DOSE, AÍ?



3 comentários:

  1. O último se foi comigo, vai uma dose a mais aí...JURO QUE SERÁ A ÚLTIMA (HAHAHAHA)...não aceito não, como resposta!

    Por: FERNANDO ORDANI...alguém que SE F****, por causa desta...B****

    ResponderExcluir
  2. Verdade trágica com visão de beleza perfeição. O preço que se paga é alto de mas, triste realidade que se adquirem em um momento, o fim pode ser catastrófico,
    impossível prever, considero este o fim catastrófico da vítima: acaba perdendo tudo até mesmo a vida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desgraça completa...não importa quanto tempo passe, não importa o que você faça ou diga, tens agora sempre a CREDIBILIDADE DE UM DROGADO...que jamais, será "EX".
      A questão é...quem te julga, não serve muitas vezes para engraxar teus sapatos, não possui envergadura moral sequer para ser forma humana de ser desprezível.

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.