Visitantes da página

quarta-feira

Uma noite...toda uma vida.



Se ama...na cama não cabe, paixão em fulgor fazendo fusão em um de dois, paixão pelo chão se derrama;
A cama não basta, para que tenha fome de amar, o céu não será limite intangível para quem não tenha pudores a dois ou mais...para se saciar;
Se ama não se prende, mas se liberta...vaidade pedindo pro grilhões para seu amor aprisionar;
Quem ama verdadeiramente, não se importa com banais perturbações da mente quando seu amor se faça ausente;
Quem ama tem quase certeza, quem ama não tem dúvidas...se duvidas não é amor, será apenas apego que satisfaça teus caprichos de forma egoísta e estúpida;
Paixão em amor, amor após se apaixonar...da cama será produto perfeito da soma, o espólio de após amar... feito ou não, para durar;
Amor que se descubra por afinidade de carne, amor que se pareça profana e tipicamente jovial necessidade, por ter dos sentidos...para toda libido, a saciedade;
Amor raro, que se descubra no espelho de um olhar translúcido a refletir a alma...amor que arrefece os ânimos, amor que acenda chamas que sejam uma quase perda de controle, mas recupere na cumplicidade toda a calma;
Amor caro, desamor de si mesmo...amor oferecido a quem queira, melhor de ti lançado como tuas melhores jóias a esmo;
Amor esmola...amor platônico que não perdura além dos primórdios pueris de existir, amor de escola;
Se a cama não basta para quem ama, dimensão então se faz para paixão...contudo, somente depois se saberá se é amor...
Paixão fagulha de amar, fragmento falho ou perfeito para uma noite apenas de torpor...um beijo na testa e um eterno abraçar...
Após amar, cama será suficiente para somente dois por uma eternidade que seja humana forma de vida, digno de perdurar...
Amor para agora, se não tenha certeza pare de se entregar...amor para sempre, para além da eternidade;
Incondicional forma em plenitude, sobre coisas sublimes de alma...em versos de poesia se falar!





Um comentário:

  1. "Simples? Complicado? Talvez...seja expressão máxima de amor, quiçá não seja nada além de doce forma de satisfação que se chame por pecado."

    Por: Fernando Ordani

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.