Visitantes da página

segunda-feira

Projeto inacabado.

Projeto inacabado de algo incerto, bom por demais para ser mero objeto;
Direto...verbo transitivo sempre necessitando de complemento, a letra perfeita para uma canção em mundo onde não haja instrumentos;
Simples meio de aguçado sentidos, mero meio cheio de compreensão falha das mensagens sussurradas em segredo pelo destino;
Sem sentido...sentado espero, na loucura de minha peculiar condição quase me desespero...
Espero, que ao menos faça sentido toda dedicação, todo insone esmero;
Ora sem rodeios, ora por demais...devaneios;
Não se sabe se copos vazios com letras minhas se saciam, não se sabe se de mim já estão cheios;
Velha capacidade de encantar, diversificar repetindo palavras, verbo infinitivo sem inspiração para conjugar;
Não sei se sou, não sei se estou...sequer sei , se por aqui ainda, deveria restar;
Penso que este já não seja mais meu mundo, ou se mundo fora para ser meu...
Penso, mas o coração há de me compelir em discordância, em prol de toda sorte de dissuasão deste ímpeto restritivo de eu;
Penso que já não seja segredo, penso que inacabado, inconclusivo seja solução da equação que se faça entre minha realidade e incerto desejo;
Projeto inacabado, quimera afável e atroz como lobo feroz...projeto genial ou parvo;
Projeto...que sirva um dia, ao menos, para que sobre esta base se edifique um majestoso teto;
Para que da maldição das letras eu me veja livre, e deixe versos e sonhos para quem mereça sonhos e vida em verso;
Permanece a sensação que poderia ser perfeito...remanescente é o sentimento que sou o erro, que poderia ter dado certo.
  


Um comentário:

  1. É ISSO AÍ, NADA MAIS A SER DITO SOBRE MIM.
    "ALTANEIRA", NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA, VALEU PESSOAL.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.