Visitantes da página

quinta-feira

Pagando dobrado.

Uma nota...nota que não será musical, nota a se atribuir a algo que não valha um centavo;
Saca uma nota em meio à correria onde pouco se pensa, muito pouco se nota...atuação humana, robótica;
Programável, maleável...tenaz, controlável...havia aquilo que se desejava, porém não se necessitava...
Havia preço, preço a ser pago com nota...coisa que a gente pouco tem, notas em mistura quase que homogênea, não se nota;
Não deveria valer tudo isso, porém prazer não tem preço...logo, se deduz...denota que solução e não problema, será a nota;
Notas a dispensar então, sem pensar por aquilo que não valha um centavo....
Notas...anotações feitas com letras de amargura após fartar-se com o banquete de teus ocultos pecados;
Um pequeno detalhe, coisas que em determinadas horas também não se nota...me deixou mais irascível, bravo, no semblante estampado marcas da estupidez, porém no direito de sentir-se consternado;
Lesado...não notei em coisas que não hão de ser notadas, notas se fazem confusão proposital, notas dispensadas enroladas quando se perca completamente o que se chame por razão;
Pensei ter pago insatisfeito cinquenta....paguei cem, com desgosto ao quadrado, potencializado...se fazendo mais uma questão;
Tudo por culpa de malditas notas e condutas automáticas, satisfação e alívios imediatos...coisas que se faz, mas não se nota;
Tudo, neste jogo insano de verdade variável e despido de franqueza", novamente se consumando em ledo engano...
Tudo foi intenso, agora resta esta sensação de nada...nada, além de sensação de que sou satisfeito idiota que pagou dobrado e entrou pelo cano! 


2 comentários:

  1. Somente o preço "justo" a se pagar, somente...mais um idiota a se lamentar. Mas, sequer isso há de se notar.

    ResponderExcluir
  2. O preço que se paga as vezes é alto demais, á mas quem disse que estamos preocupados, quando se sente que a pena valeu a diferença é essa....


    otimo texto meninoo :)

    ResponderExcluir