Visitantes da página

quarta-feira

Eu, leitor de mim.

Bom é ser melancólico, dramático...soar como ateu ou santos católicos;
Bom é ser primeira pessoa da conjugação, bom é ser suficiente para ser digno de sua própria atenção;
Basta breve ou prolongado pensamento, rasa ou profunda introspecção;
Do ouro pouco sei, de mim pouco se sabe...entretido e comprometido com as letras, fazendo em si mesmo alguma prospecção;
Prosperidade? Há de saber a maioria, pois sobre coisas que para isso terão dignidade, há de saber sempre...a maior parte;
Não sou inteiro, sou meio...sou cheio quando pelo etéreo guia sinto-me repleto;
Não sou raso, este rótulo hei de refutar...razoabilidade, ou coisas que remetem somente às superfícies, não há de me interessar;
Bom é ter ainda uma lágrima para derramar, um sorriso para sorrir...um verso, ainda que alheio, embora prefira um próprio...para ao espelho espectador, declamar!
Bom é não ter de fingir, bom é saber sobre si...bom é saber sobre próprio amor, que seja boa prerrogativa para entusiasta ser, do alheio amar;
Bom é saber sobre a água...melhor ainda será nadar, submergir...sumir e aparecer, sem se afogar;
Se assim for, que seja proposital, que não seja fatal se não for intencional;
Que não seja banal...que seja intenso e diferente;
Que seja curta a trajetória, errante o percurso...mas, que seja marca que, a contragosto, se faça incômodo presente;
Vivo na intensidade de um pensamento, não sou preocupação com mortais...sou maior sem pretensão de ser, sou elemento que se assemelha à incerteza do vento;
Vivo e suporto mortais, afinal nascemos na condição de supostos iguais...vivo, mas certifico-me que não seja o viver insípido que se compreenda como forma de viver, ou felicidade enlatada...
Que hão de consumir, todos assim, tão iguais!
Egoísta, egocêntrico...chame como aprouver;
Não quero ser o centro das atenções, quero ser centro interessante...para a minha própria, ainda ser capaz de despertar...quero nada além, daquilo que me couber;
De aprovação não necessito, atenho-me a estar onde o destino e minha presença não necessitem de pedir passagem para onde eu estiver. 





Um comentário:

  1. "SEJA INTERESSANTE PARA SER UM POUCO LEITOR DE SI...QUEM SABE DESTA FORMA, NÃO LEIA TANTO A VIDA ALHEIA?"

    Por. Fernando Ordani.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.