Visitantes da página

quinta-feira

Convergências e divergências.


Falávamos de  revolução, adiantastes os ponteiros...mudastes à revelia de todos o roteiro;
Falávamos sobre ser metade de volta que soasse como plenitude, fizestes sorrateiro, volta por inteiro...ao nada regressamos com eufemismos e sofismas para iludir, sutilmente lisonjeiros;
Talvez nada fizesse sentido, talvez nada fosse comigo ou nada estivesse contigo; 
Talvez planos não passem de sonhos estruturados, planos assim tão humanos ao fracasso...fadados;   
Eu, tu...nós, todavia será sempre sonho em primeira pessoa que deverá ser sonhado para, em realidade, deveras fazer sentido...                          
Revolução de um só, tudo assim tão subjetivo...danoso jeito de se perder, se é que havia algo além de interesses comuns para que pudéssemos nos chamar por amigos;               
Semelhantes agora se estranham, o acaso somente me dá olhos, ouvidos...quiçá, o acaso me conceda algum sentido;           
Sentado consternado...esperava que fosse diferente, que fôssemos mais que um, fazendo planos por si somente;                           
Contudo, esqueci-me que quem espera que não seja de si mesmo, estará sempre a desafiar uma caixa de surpresas e variáveis humanas...imprevisíveis naturalmente;  
Falávamos de coisas simples, porém complexidades de premeditações já se desenhavam involuntariamente em distintos pensamentos, distintas mentes...  
Se mentia eu, não sei...sei somente que tal qual dores de amor ou desamor que se sente, parecia prenúncio inevitável de traição de nossa lealdade, traímos nossos conceitos sobre ser gente;        
Tudo estava no discurso, tudo estava anunciado...dispersos, difusão em verborragia afável traindo a auto proclamada mente inteligente;      
O que há de restar agora de nós, se é que fomos assim plurais para por nós....uníssonos não estivéssemos a tergiversar sobre concordâncias aparentes...tão divergentes? 




Um comentário:

  1. "Falávamos de revolução, adiantastes os ponteiros...mudastes à revelia de todos o roteiro;
    Falávamos sobre ser metade de volta que soasse como plenitude, fizestes sorrateiro, volta por inteiro...ao nada regressamos com eufemismos e sofismas para iludir, sutilmente lisonjeiros... "

    Algo a dizer à respeito, "COMPANHEIROS"?

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.