Visitantes da página

segunda-feira

Com requintes de...justiça!



Sentada sobre flores, em um covil de horrores;
Sentada...sobre dores, remoendo passado lastimável, sem expressão no rosto ao flertar com flores;
Ali estava, sentada onde principiara razões para todos seus traumas...calma aparente, fogo ardendo em alma ferida...
Aquele arremedo de gente, aquele odor que não era de rosas, mas de violência...fétido, pungente;
Sentada sobre sua história, regressa à casa agora vazia, ausente de seus gritos de pavor a filha ingrata;
Sentada...tocando com olhares inertes aquela visão quase onírica de margaridas naquele jardim, em tenra idade ainda plantadas;
Água...para as plantas, fogo...para purificar toda aquela edificação de perversão e memórias de desgraças;
Sentada...levanta-se subitamente, em um calmo ímpeto de sobressalto, sangue se agita;
Toca as paredes brancas pintadas envelhecidas, com o respingos rubros de sua inocência perdida...ainda um pouco tingidas;
Gasolina...lembra-se então daquele velho maldito que enterrara, lembra-se de sua querida mãe tão complacente, testemunha calada...
Ambos agora devidamente colocados, por suas adultas mãos, para descansar onde o sol não raia, onde ninguém se lembre...onde repousa o nada;
Arranca uma flor...única boa lembrança de sua infância;
Era assim, alva tal qual a margarida...no entanto, jamais fora querida...violentada forma de inocente vida;
Risca com a leveza típica de seus gestos delicados aquele fósforo...chamas agora consomem, fumaça negra exalando e extirpando demônios, chamas enfurecidas de ódio;
Resta o jardim...flores por uma inocente menina plantadas, não seriam dignas de semelhante fim...
Resta agora eu e mim, uma flor em minhas mãos...memórias vivas, que agora nada mais são;
Vidas malditas, orgulhosamente ceifadas...não por uma justiça divina esquecida, mas por mim, justamente encerradas!





Um comentário:

  1. Algumas histórias talvez necessitem terminar assim...quando Deus se esquece, POR MÃOS HUMANAS...VIDAS MALDITAS DEVERIAM TER SEU FIM.

    ResponderExcluir