Visitantes da página

sexta-feira

Vidas em vídeos.



Sua vida jamais fora telenovela, mas é tão aprazível de acompanhar;
Capítulos, ainda que repetidos...capítulos, dos quais faço questão de como coadjuvante ao menos, atuar;
Sua vida jamais fora porto seguro, mas se parece turbulenta calmaria na qual gosto de minha pequena embarcação atracar;
Não foi canto de sereias ou o balanço do mar que me trouxeram até a ti...mas, a solidão de dois, sob aquele mesmo luar;
Sua vida não é minha morada, mas nela sem querer...encontrei algo que jamais tivera e que hoje, chamo por lar;
Lar...lareira que aquece quando a frieza do mundo machuca e de nós, se esquece...
Como é bom, da história de dois, nesta hora se lembrar;
Fuga será inútil...estupidez será fugir deste pequeno mundo, onde me faço satélite tão feliz em tua órbita a girar;
Vida é singular, deveria e seria algo simples;
Se simplesmente, dois se esquecem de um mundo de horrores...e lembram-se que são suficientes para uma razão de viver encontrar na íris inconfundível daquele olhar;
Em outro abraço não quero caber....
Em outra vida, se existir...quem sabe esta história repetir, somente para poder em teu sorriso, encontrar um bom motivo para meu sol raiar.




 

6 comentários:

  1. Em outro abraço não quero caber....

    ResponderExcluir
  2. Em outra vida, se existir...quem sabe esta história repetir, somente para poder em teu sorriso, encontrar um bom motivo para meu sol raiar.


    Está pronto..... como é lindo menino, cada vez mais surpreendendo e arrancando suspiro de muitos :')

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, minha querida! Mais uma vez...cantou a bola e eu chutei pro gol! hehehehe

      Excluir
    2. Ainda existe momentos para umas palavras que vai te ajudar a escrever essas maravilhosas obras de artes :')

      Excluir
    3. Aliás, os melhores que tive o prazer de escrever...:)

      Excluir