Visitantes da página

sábado

Vidas divididas.

 

Entes queridos, elos rompidos...pelo inimigo que se fazia tão amigável e tão íntimo;
Escolhas que se fizeram em algo que se parecia com família, embora jamais se passasse de conluio para comum interesse ou nefasta sinergia;
Se decerto estava eu consciente a escolher, duvido;
Se fiz o certo, ainda que soasse tão errado, em deixar por entre os dedos tudo a se perder...eis o conflito;
Na mente nossas memórias de um passado longínquo, na realidade anos que se passaram, vias que separam...meu rosto mais velho e tão aflito;
O vento leva para longe, aquilo que eu queria que estivesse agora em minha solidão, tão perto;
O vento e minhas palavras levaram e se parece que é para sempre...palavras mordazes, estúpidas intrigas que fazem esquecer de nossa efêmera condição mortal, seres fugazes;
Não se conserta o passado, porém me perturba não vê-los mais em meu futuro;
Por juventude estúpida e por crédito concedido ao algoz consanguíneo, hoje para o espelho somente eu juro...
Juro, não mais dar ouvidos àquilo que não seja coração e hoje, pela distância e pela vida que teríamos juntos, sofre;
Juro, que aos poucos...vou vivendo procurando por motivos em pequenas coisas, enquanto minha alma padece e lentamente morre;
Peço...que onde estiverem, lembrem-se sempre da melhor imagem que não ficou sequer para retrato talvez, de nossos jovens dias quando acreditávamos que nada teria fim;
Juro, que hoje sei que escolhi errado e pago como preço ser um infeliz tão solitário por solidão imposta por aqueles que protegi, esquecendo-se de nós e esquecendo-se de mim;
Contudo, como é bom entre lágrimas de saudade e um sorriso de melancolia, afirmar que sempre vivem dentro de mim.




4 comentários:

  1. "Já não temos a mesma idade, envelhecemos...juntos, mas tão separados, na mesma cidade. Juventude de outrora hoje não se abraça e não se reúne para se lembrar ou esquecer...feliz aniversário, para mim e para vocês..."

    ResponderExcluir
  2. É ainda ha tempo de matar a saudade enquanto há por perto mesmo que na lembranças, deixe se em forma simples através de um sorriso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto há vida, ainda há tempo. Resta saber, se ainda restou algum respeito...ou algo, que possa trazer pretérito tão glorioso ao presente.

      Excluir
    2. Não tenho dúvidas que ainda há um alguém te esperando ..... ;)

      Excluir