Visitantes da página

quinta-feira

Sonhei um dia, brincando de poesia.




Não sou poeta, pois na obscuridade proposital de entrelinhas, não me faço mistério...sou clareza;
Não sou poeta, mas da vida serei somente uma distinta e peculiar espécie de escrita...não sou mistério ou devaneios, sou certeza;
Não sou poeta, simplesmente gosto de flertar com figuras da natureza...detestando, entretanto, ser surpreendido...
Aversão terei pelo arrepio na espinha que há de causar o súbito, qualquer sorte de surpresa;
Muito pouco sei sobre mim ou sobre coisas que me disponho a versar, mas com meus próprios erros diariamente em versos, me vejo às voltas a ponderar;
Ser errante, ser andante...ser intempestivo, inoportuno e sempre o último a saber da novidade que já não há de interessar;
Ser estranho, que no repente de um raio, oscilando entre pólos de seu ignóbil existir e seu parco iluminar, um dia também foi audaz para sonhar;
Sonhei que o que fazia era arte, sonhei que deste mundo...do ról dos idiotas nada ilustres, não faria parte, sonhei em meu legado deixar;
Porém, sonhei errado...pois, não há de viver eternamente em memória de poema, aquilo que não seja ímpar forma de livre poesia que seja digna para se eternizar;
Não sei ser sucinto...não sei ser breve em meus versos, sentido completo explicitar...sequer se faço algum sentido, sei precisar;
Faço delongas, falo por demais...um cara que escreve, então me lembro que sou;
Um nome a ser esquecido talvez....com uma reflexão que seja válida, entretanto, para uma vida pretensiosamente transformar, uma má idéia assassinar, ou um entusiasta do amor que desconheço, criar...
Hei então, de em minha condição tão anônima me resignar e com um sorriso que disfarça uma lágrima de frustração...agradecer por este minuto de atenção, que tenha sido tão válido para se roubar.




3 comentários:

  1. Nos livros não estarei, pois não sou poeta ou fiz poesia que se fizesse digna para eternizar.
    Procure por mim entre os normais, na rua...na sombra da lua, num bar.
    Lá, estarei a procurar meu lugar. Lá, terei sempre ouvidos ou uma palavra para quem queira
    escutar.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. É...a cada dia eu sinto que está mais próxima do fim esta louca e divertida viagem.
      E reitero sempre, que valeu muito a pena, estar assim como uma estrela cadente...de passagem :).
      Obrigado, anjo.

      Excluir