Visitantes da página

segunda-feira

Por uma lágrima, por uma vida.


 
Uma lágrima solitária de seu olhar imerso em tristeza, sem querer derramou;
Fora demais para ti o ultraje da ferida...fora por demais dolorosa, aquele tipo de dor;
Uma estrela, naquela estrada solitária...tão majestosa por sua natureza, atenção em tua minúscula...porém, vital e sagrada figura prestou;
Outra lágrima caiu, sem querer em prantos irrompeu...de teu peito, soluços incontidos;
Se fazia agora então, excruciante, lacerante...insuportável aquela recrudescente forma de dor;
Seria por desilusão, seria por vontade de desistir...seria por duro golpe do destino, ou não correspondido amor...
O mundo girou, bilhões também neste instante respiram...milhões, talvez também consintam com similar forma de dor;
A mesma estrela, sobre todos vocês...seu olhar piedoso, lançou como se fosse piedade do próprio criador;
Para o céu, uma mão que se ajoelhava em um frio chão, se estendeu e um beco escuro se iluminou... 
Seu rosto molhado, um ser ignorado, em direção àquela estrela...finalmente, olhou;
Seria o olhar de um astro somente...seria solução para os incessantes soluços e para um peito dilacerado por aquilo que já se assemelhava a prenúncio de fatal torpor?
Várias mãos então, neste mundo que se faz imensidão...
Para o mesmo céu, na mesma direção tudo apontou;
Cada vida era um universo, cada dor era uma dor;
Não se sabia se era causada por coisas imprevistas do destino, não se sabia se era por amor;
Vontade de desistir ou resignar-se, como se aquela estrela sobre todas as vidas e dores do mundo em teu ouvido sussurrasse, logo então passou...
Não sou único, mas sou pareço ser o único que restou...
Sem querer, mãos abstratas, tão distantes então se abraçam...em uma estranha sinergia que naquela noite fria, cura seria para todo dissabor.



"When you feel like letting go...HOLD ON...:')" - R.E.M

3 comentários:

  1. Naquele beco escuro, sentado próximo ao muro...uma mão consoladora, consternada ao ver aquela imagem tão desoladora...aquele coração aflito acalmou.
    "Everybody hurts" - R.E.M...obrigado, pela inspiração.
    Não somos os únicos a sofrer...o mundo, se banha em lágrimas de dor e alegria em sua imensidão.

    ResponderExcluir
  2. Há sempre alguém com algum sofrimento maior que o meu.... Nesse poema diz exatamente tudo, se tivesse como mudar a historia desses que hoje sofrem eu em imediato me dispunha a ajudar, perfeito menino, mais uma vez a emoção falou mais alto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Médicos sem fronteiras..."por amor, às causas perdidas". :')
      Realmente, não somos um universo, mas por vezes nos sentimos tão sozinhos em nosso sofrimento, resignados em nosso mundo. Paradoxal, estranho...real.

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.