Visitantes da página

sexta-feira

Meu brilho no olhar.








Procura-se por aí, o brilho que refletia esmeraldino de inocência de um certo olhar;
Procura-se entre flores e dissabores, procura-se...porém como recompensa, apenas um obrigado posso lhe dar;
Não se sabe ao certo, onde decerto...aqueles olhos outrora imaculados, indevidamente pus a repousar;
Se foi pela cauda que desejei daquela sereia, que cobicei quando lindas pernas me pus ali a imaginar;
Se foi por uma jovem e seus apelos, se foi por entre lábios tentadores de lascívia ou no balançar da musa...de seus cabelos;
Procura-se por aí, aquilo que já não mais vejo por aqui;
Não sei ao certo se deveria me preocupar, mas sinto falta daquele olhar para poder meu sonho colorir;
No espelho, aquilo que era translúcido agora se faz opaco e feio;
No reflexo das águas, de exíguas lágrimas ou com a densidade da imensidão do mar;
Procura-se por aí, o brilho daquele olhar;
Era jovem...não sabia do pecado, mas pecado era o que em meu ouvidos estava a sussurrar;
Ladrão sorrateiro, que rouba sorrisos...sei que no tempo não posso retroceder para lhe evitar;
Peço-lhe somente piedade, pois no pecado perdi o sentido e a capacidade de toda beleza tão vital enxergar;
Peço somente...que se alguém, por acaso, vir um par de esmeraldas a brilhar...
Saibam que não possuem valor comercial para comercializar...mas, saibam que há um jovem homem a envelhecer, procurando por este velho e precioso brilho no olhar.




4 comentários:

  1. Devolva-me aquilo que não posso mais buscar...devolva-me de alguma forma, minha velha capacidade de ostentar aquele brilho no olhar.

    ResponderExcluir
  2. Olhar no qual eu busco para que um dia volte um dia então brilhar :') quero em breve ver então brilhar novamente e sorrir de ver los brilhar.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você ao menos, ainda enxerga a inocência que me fora há tempos roubada. Ao menos, alguém tem essa capacidade.
      Obrigado, anjo.

      Excluir
    2. Sempre vou tentar te mostrar que esse menino não morreu.... a fagulha de existência ainda está ai, eu tive a sorte de poder conhecer você s2....

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.