Visitantes da página

sexta-feira

Diana, meu amor.




Acordar nesta cama, hoje cheia de solidão;
Fitando aquele velho frasco com saudades de quando eu usava e você me consumia, éramos um somente fazendo crescer aquela paixão;
Lembro-me de te desejar, em minha mente se fazendo diante de meus olhos...aos poucos insana obsessão;
Primeira dose de você, sendo preso em sua teia...pulsava agora mais forte o coração;
Insônia em noites quente contigo, era agora mais que seu amigo...Diana, fizeste em mim loucura, recrudescência e corria agora em minhas veias...vasodilatação;
Lembro-me de força que me deste, mulher forte que trouxera a este tolo, foco e determinação;
De repente...não resta nada de ti a não ser triste memórias, sinto ausência...insana forma de saudades, especialmente nos momentos em que comigo, fazia suportar intensa pressão;
Era mulher forte...peço-lhe agora para retornar...
Caso não sejam ouvidas minhas súplicas, proponho-me então como prova de meu amor, este inevitável e incontido ímpeto de mutilar;
Por ti, perdi braços...não sendo bastante, não obstante meu desejo de te abraçar...lembrei que membros inferiores, também havia para se mutilar;
Pernas...perdi também, tudo por amor, tudo por ter somente de ti agora uma memória, por ter partido sorrateira em meio à noite e ter feito escrito apenas um intenso capítulo em minha história...
Vem crescer junto comigo, sozinho assim...não sei mais se consigo;
Vivo de nostalgia, lembrando nossos dias de glória...
Diana, volvei...já não tenho nada mais a perder;
Querida Diana...ainda que mutilado, contigo ganho novamente braços e pernas fortes, para contigo me envolver, e jamais Diana...jamais novamente, vê-la partir para longe, sem nada poder fazer.

P.S: Miss you, Diana. 



VOLTA PRA MIM DIANA...CANSEI DE WHEY BARATO, E DE COMER TANTA BANANA! RSRSRSRS


3 comentários:

  1. Volta Diana...minha vida sem você já não tem mais a mesma emoção!!!
    CHOOOOORAAAAA, coraçãoooo!
    kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Diana não tinha a menor vaidade (quem tinha, era eu)...Diana é que era mulher de verdade (mulher de verdade, cumpádi)! kkkkkk

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.