Visitantes da página

domingo

Um pouco de sonho em minha realidade.








Gostaria, assim sem querer, de um pouco de sonho em minha realidade;
Pois, já me faço deveras cansado de sonhar com realidade e acordar em súplicas por piedade;
Um pobre aspirante a poeta que não sabe sobre sua própria essência em verdade;
Um nobre vagabundo. esperando seu raio de sol raiar, para com orgulho seu rosto lavar e recuperar um pouco de sua perdida vitalidade;
No onírico está a tão almejada realidade, no mundo real estão olhos opacos e vermelhos diante de um espelho, detestando a claridade;
Vi a sereia em um sonho, mas sereias são somente ilusão...e ainda enquanto ilusão, são somente metade;
Vi o pequeno castelo que com esmero edifiquei, vi a mim mesmo tal qual a criança que há tempos deixei...
Vi a vida novamente...mas, não aquela vida, que em cortes profundos em meus pulsos, por pouco não deixei;
Gostaria de em realidade, um pouco de sonho querer;
Divindades supremas, diversas ou únicas e absolutas são testemunhas dos percalços diários que aos poucos, superei;
Para querer viver um pouco de sonho...fui despojado e despi-me de todo orgulho;
Murmurei quase que silenciosamente em noites solitárias entre quatro paredes...sussurros afônicos de leve desespero, sem fazer nenhum barulho;
Preocupei-me com quem de mim se esquecia, me importei com coisas que importância alguma, mereciam;
Simplesmente, como se da aprovação e submissão à toda humilhação imposta pela mão impiedosa alheia...eu dependesse, e esta sempre dizendo que algo me faltava e que nada eu merecia;
Padeci como um velho moribundo, sonhei como sonha o rei ou o vagabundo;
Sorri novamente, ainda que forçosamente ao raiar de um novo dia...recusando-me terminantemente ao testemunhar o fim de mais um sonho ao abrir de olhos, chorando como uma vadia;
Gostaria, em verdade...que trabalho tudo garantisse ou ao menos, em algo frutificasse;
Gostaria...mas, querer não é necessariamente poder, e já se faz iminente o raiar de um novo dia;
Eis-me aqui novamente sonhando acordado...eis um homem que se vê chorando, suas olheiras de cansaço disfarçando...
Enquanto o mundo gira em seu girar impiedoso e insano e aos poucos, meu pouco de sonho em realidade sufocando sem hesitação prévia, matando.




3 comentários:

  1. Distante como um guarda-chuvas...distante como o horizonte que hei de perseguir, mas jamais alcanço.
    Distante como o arco-íris e seu misterioso tesouro..distante. Quando você contenta-se em sua morada tão singela com metal barato, sonhando com um pouco do requinte do ouro.

    ResponderExcluir
  2. O sonho não pode morrer... ainda que temos que lutar por ele nós veremos a realidade acontecer :) Com você para fazer nossos sonhos acontecer....
    " Ainda que o sonho seja invetigar uma formiga, nós entendemos isso."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "the show must go on.....inside my heart is breaking, my makeup may be flaking but my smile...still stays on." - Freddie Mercury.
      Sem mais.
      O SHOW, DEVE CONTINUAR...ainda, que em ritmo menos célere...devagar.

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.