Visitantes da página

domingo

Regresso da autopiedade





 

O retorno, a volta daquilo que não mais deveria ter ido;
Regresso, volta à realidade daquilo que desta, não deveria novamente ter partido;
Lucidez uma vez mais se fez torpor, consciência uma vez mais se faz estupidez;
Sentidos...uma vez mais traídos, por estranha e muda mente que como se tomada, muda...e faz de tudo insensatez;
Telefone não é amigo, ímpetos que residem no âmago de teu ser, agora tão inimigos...
Qualquer lugar para se abrigar será abrigo, qualquer palavra de um estranho que se pareça afável, será palavra de melhor amigo;
Influenciável, susceptível...novamente levado por aquela vibração conhecida e indesejada, tão horrível;
Do delírio e êxtase que permeiam a loucura, retorno à realidade de concreto e incômoda para se fazer ainda mais dura;
O céu é juiz implacável, olhares...serão de silenciosa condenação, ou condescendência com este ato uma vez mais, tão condenável;
No bolso, nada resta sequer para contar...da riqueza que ali havia já não há sequer dinheiro para voltar, nem mesmo uns trocados;
No rosto a vergonha de uma derrota que é tão particular...vontade de partir para sempre, mas não há para onde ir, a não ser, para o lar eterno dos caídos ou finados;
Então, levanta-se este corpo que há poucas horas era saudável e agora, está novamente sujo...rume de volta para casa, por coragem ou covardia, estático olhar de desespero que contempla qualquer muro;
Lembre-se de teu nome, lembre-se de quem seja...não permitir que o regresso daquilo que não deveria ter ido por um dia...para sempre, ponto final em seu existir seja;
Só por hoje...é frase feita tão válida mais uma vez, de volta pra casa que já não é seu lar, mas de volta para algum lugar onde encontre segurança e alguma condenação...
Um lugar, onde paredes e tetos somente sequem suas lágrimas e sejam testemunhas do real retorno de sua lucidez.



Só por hoje...amigos!

3 comentários:

  1. A sociedade já nos condena somente por existir...não sejas para ti, também seu pior inimigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tô trancado no meu quarto
      Meia-noite sem ninguém
      Eu não durmo mas pra mim ta tudo bem
      E la fora o vento sopra
      Aquele som que a noite tem
      Eu não ligo pois pra mim ta tudo bem
      Se eu não faço mais questão de ter Uuuuu
      Se eu não tenho mais Uuuuuuu
      Passo o dia feliz
      Sem você
      Mais um dia feliz
      Sem você
      Se eu saio la fora e tá escuro aqui
      Não tem mais nada pra me consumir
      E pra mim tá tudo bem
      A noite vai embora e é melhor assim
      Aqui tá tranquilo tá legal pra mim
      E comigo tudo bem
      Se eu não faço mais questão de ter Uuuu Se eu não tenho mais Uuuuuuu Passo o dia feliz ... Sem você!
      SO POR HOJE, VOCÊS vão CONSEGUIR.

      Excluir
    2. Sim, com certeza....só por hoje, eu não quero mais chorar....e só por hoje, eu não vou me destruir!
      Uma verdade a ser levada como um amuleto.

      Excluir