Visitantes da página

sábado

Uma idéia a concluir.






Queria falar com perfeição de minha fantasia, mas queria mais sentido em meu tão abstrato transcrever sem estrofes e estranhas linhas;
Queria também falar sobre imperfeição, porém sobre imperfeição não há muito o que ser dito quando tanto se veja;
Não se fará necessário nenhum relato, que se traduza em prosa ou poesia sobre coisas imperfeitas, que tragam consigo alguma notória beleza;
Queria somente um pouco de atenção, um minuto para pensar e respirar...algumas horas para meu mundo e quiçá, esperança em versos distintos, devolver a quem viesse a necessitar;
Quis muita coisa, todavia muita coisa será relativo diante da magnitude tão pessoal que haja em uma ambição ou relance de olhar;
Um texto ou poesia, uma prosa ou conto de desventuras ou afortunada fantasia...
Que pudesse deveras, permanecer para a posteridade, algo para quando não mais estivesse aqui este escritor, um dia;
Quis desejar o infinito, quis o verso ou a frase de impacto com sentido mais bonito...ainda, que meu próprio existir se parecesse com estupidez, ou desinteressante roteiro com final já previsto;
Quis esperar por uma oportunidade, não sei ao certo de quê exatamente neste meu perpassar desapercebido dentre a maioria;
Queria simplesmente ser alguém com ao menos algo para ter como legado, um homem em plenitude para que minha memória ao menos, viesse a ser orgulhar de meu breve existir após o último suspirar em meu derradeiro dia;
Desafiar o próprio conceito de poemas e fazer sentido em rimas disformes, como se fosse em prosa, contudo se fazer confundir com poesia;
Romper com paradigmas, era em verdade tudo o que eu queria.



2 comentários:

  1. Projeto incerto da vida, projeto estranho e tão ímpar forma de existir.
    Ignóbil ser que escreve e ao ostracismo resistir...admirável ser que faz da sua maneira, tudo aquilo que compreende, embora com suas notórias limitações, coisas acerca de seu próprio existir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. P.S: quem sabe, eu retorne na semana que vem com algo novo, quem sabe isso tudo não seja um adeus sem se despedir?
      Quem sabe sobre o amanhã...quem saberá se por detrás destes olhos claros deste cara que diariamente a muitos escreve...não está um ser cheio de vida, ou alguém a ponto de desistir.
      Quem...sabe?

      Excluir