Visitantes da página

quarta-feira

Bom dia, poesia.









Bom dia, poesia;
Faça-se imagem onde meus olhos somente se percam, faça-se miragem que me inspire a descrever em versos, seus encantos...ainda que seja mera fantasia;
Bom dia, fantasia;
Faça-se fantasticamente efusividade em meu coração...faça fluir sentimento que possa ser sintetizado em palavras precisas escritas por minha mão;
Bom dia, ilusão;
Faça-se do abstrato ou etéreo e meramente imaginário, diante de meus olhos que o nada parecem contemplar...cenário que mereça atenção para narrar ou versar;
Bom dia, solidão;
Faça-se uma vez mais minha estranha companheira, liquefaça em meu interior tudo aquilo que se pareça sólido...traga-me calma para que toda tormenta esvanecer e somente aquilo que seja para eternamente ficar, em palavras escritas permanecer;
Bom dia, ainda que seja noite;
Luz do luar que ilumina minha face e arrefece o ardor que me causa na pele, um dia a mais de sofrido e impiedoso açoite;
Boa noite, ainda que seja dia;
Despeço-me assim como a ilusão e a miragem subitamente se desfazem;
Adormeço em minha falsa sensação de paz que tanto me apraz, e todas as coisas que morrem com o final de um dia...e para a inspiração de um pretenso poeta, novamente com o raiar de um novo dia renascem.




Um comentário:

  1. Continue a ser noite, quando eu queira que minha inspiração seja sobre noites. Continue sendo dia, embora seja noite, mas seja tão agradável versar sobre coisas de um dia novo ou, de um novo dia.

    ResponderExcluir