Visitantes da página

domingo

Afinal, qual era a de vocês?






Esperava por aquele ser tão dócil, que com olhos de mistério me olhavam;
Esperava...na saída da escola, em um ponto qualquer de ônibus, simplesmente para admirar seres que me encantavam;
Meu corpo desejava ficar, minha mente por patente timidez, desejava partir;

Pensava sobre minhas próprias questões de recém-descoberta de masculinidade, pensava ser diferente de corpos tão parecidos e distintos de mim, a coexistir;
Pensava ser diferente, mas era apenas um retraído adolescente...sonhando com aquilo que, em idade adulta somente, vivera para então sentir;

Olhares dóceis, que tanto desejo e medo causavam;
Impressões estranhas...como se me quisessem, sorrisos para mim, ou risos que de minha patética figura debochavam;
Nunca dei um passo adiante, tudo ficou como história na memória...coisa que apenas a suposição ou a ficção poderia descobrir;
No entanto, apesar de toda rejeição que partia de mim ou de quem, com carinho e o mesmo tremor de timidez me esperasse...ternura, é o que resta para se sentir;
Doce passado, doce inocência que se foi com meus anos dourados...com a tenra idade de meu existir;
Hoje estão casadas...são esposas, namoradas...mulheres com um lar, filhos para cuidar e de minha figura, talvez sequer venham a se lembrar;
Ainda que na solidão estejam, lembrem-se do quão belo era em nossa época de juventude, sobre romances em verdade fantasiar;
Lembrem-se daquele rapaz retraído e tímido demais sequer para cumprimentar...aquele rapaz que em segredo, vivia com vergonha de si mesmo para lhes adorar;
Lembrem-se do quão suave eram os dias e as noites irresponsáveis...lembrem-se, do quão especial, é de nossa existência jovial estranhamente já distante, recordar;
Um abraço fraternal onde quer que estejam...e que os anjos, sempre estejam a lhes guiar.





3 comentários:

  1. Dedicado de coração, à toda turma e amigos em especial que a vida fez com que viéssemos a trilhar caminhos distintos e não mais nos ver.
    Obrigado por fazerem parte de minhas doces memórias...obrigado, por esta oportunidade daquela fase tão engraçada da vida, poder escrever.
    Deus, os abençoe. JOVENS, PARA SEMPRE! :')

    ResponderExcluir
  2. Fôlego em??? Amigos, quem nunca teve um a quem admirar na epoca de adolescência, como estão eu ja não sei, ai eu lembro, quem diria em, nós não nos desgrudava e agora nem o endereço tem, momentos raros e guardados em uma gaveta que chama coração....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim....em meus tempos, o clímax e o significado de um beijo ou pegar na mão....eu só vi. Preferi sonhar, enquanto outros viviam...para que eu fizesse relato, ou invejasse aquela desconhecida emoção...

      Excluir