Visitantes da página

domingo

Melancolia, faça-me melodia.







Gostaria de ser músico...escrever quiçá uma estrofe que se fizesse canção, um dia;
Gostaria de ser melodia, pois vivo e morre intensamente na curta duração de um refrão...de perfeita harmonia;
Gostaria de ser feliz melodia, pois já me faço cansado de ser apenas melancolia;
Escrevo versos sem sentido, escrevo sobre sentimentos...embora destes pouco saiba, ou não me faça claro o suficiente para ser um dia, esta melodia;
Vivo e morro em um segundo, escrevo simplesmente sobre coisas difusas e desinteressantes, coisas sobre o mundo;
Escrevo, como há de escrever o nobre ou ignóbil vagabundo;
Música é inspiração, no entanto, musicalidade não há em meu sangue para que fossem lembrados meus versos quebrados...ainda que fosse em um bar qualquer, em um canto do mundo;
Um canto que não há em mim, sobre cantar ou tocar nada sei...simplesmente, tento tocar com palavras aquilo que acredito ser humano e assaz profundo;
Vivo de música, todavia sobre música nada sei;
Vivo de melancolia que se ouça ecoar em meus ouvidos ou no rádio como melodia;
Porém, vivo em minha clausura sozinho, sonhando em ser lembrado como poeta em uma canção...ainda, que fosse por um dia;
Vivo na clausura com aquela maldita e estranha liberdade...quando em verdade, sequer sei trocar passos, ainda que fosse com a própria tristeza, para fazer algum sentido nesta cinza cidade;
Gostaria de viver na duração de uma música....assim como ela me conduz, me seduz e pérolas de meu pranto e dores tão minhas...sem querer, produz;
Leve-me canção...leve-me para onde não brilha mais a luz, pois meus olhos já não suportam emoções ou o esquecimento, que se faz doer no ferido coração de um pseudo poeta que nada produz;
Leve-me melodia, faça cessar minha melancolia em sua curta duração...e que perdure este cessar por além de um dia;
Pois, hei de acordar novamente para a vida esperando a música...
Hei de chorar novamente, por ser música personificada, mas em um tempo chamado jamais, fazer parte desta melodia!




Um comentário:

  1. Versos sem sentido, não serão música...mas, música, deveria sempre fazer sentido?
    Talvez seja questão de sobre esta não ter aprendido....talvez, seja questão de simplesmente, pelo mundo ter sido esquecido.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.