Visitantes da página

segunda-feira

Click!




Enquadrar-se, ainda que suas formas sejam curvilíneas, ainda que seja ser bípede e habite em um corpo que demande movimento;
Enquadramento...ainda que o fato não se faça digno de foto, ainda que fútil ou estúpido se pareça enquadrar-se naquele momento;
Contra senso....tudo aquilo que contraria o ato de livre escolher e do inteligente movimento;
Tudo aquilo que por aí se professa, e se torna absoluta verdade sem que seja submetido ao crivo do discernimento;
Enquadrar-se por temer rótulos que sejam nada além do que a superficial percepção de seu existir;
Enquadrar-se...assassinando aquilo que seja personalidade, mas será certamente aceito como meio mais viável, ou aceito como normalidade de simples subsistir;
Resistir...a si mesmo, resistir ao clamor daquilo que clama dentro de si e exija alguma originalidade;
Persistir...a enquadrar-se, quando até mesmo o solo em que habitamos ou a genialidade...detestam tudo aquilo que tenha arestas, aquilo que caminhe contra sua natureza para subserviência ante a sociedade;
Enquadre-se para ser capturado, quando na verdade gostaria de estar em movimento;
Mostre o máximo de dentes possíveis em uma foto falsa para a posteridade, quando não se trata nada além de uma frivolidade que oculta o vazio do ego ou excruciante sofrimento;
Enquadre-se para ser feliz, mas ser feliz jamais sendo aquilo que se chame de singular e que peça por ar para respirar...quando por tanto tempo, é reprimido por dentro;
Enquadre-se para viver e ser feliz, mas ser feliz somente para a foto...enquadre-se para ser igual e engolir sua frustração por desejar no fundo, seguir de forma distinta seu próprio movimento...
Fazer de sua própria existência, um evento que seja digno para ser chamado de único acontecimento.



"Vida, é como andar de bicicleta. Para manter seu equilíbrio, você deve MANTER O MOVIMENTO. - Albert Einstein.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.