Visitantes da página

segunda-feira

Acertando contas.






Fiz contas sobre tudo aquilo que parecia dever, mas tudo parece ser difícil de se quantificar;
Fiz contas e nestas me perdi, pois dívidas sempre pareceram além daquilo que meus bolsos ou meus esforços pudessem pagar;
Fiz de conta que não me importava, fiquei então devedor eterno para conhecidos e desconhecidos...tentando seus olhares evitar;
Fiz em minha própria resiliência abrigo, fiz de minha arte de sobreviver desde o berço e sempre dever...motivo fútil para continuar;
Fiz contas sobre quanto ainda tenho a viver, mas contas serão imprecisas para aquilo que seja imprevisível e que o tempo, com seus caprichos poderá vir a ceifar;
Conte-me uma mentira que me sirva de alento para continuar a viver, conte-me que fora covardia daquele que decidira sua própria sina traçar;
Conte comigo para qualquer coisa, mas se sinto estar em dívida comigo e com o mundo...como poderei ter algum préstimo para lhe ajudar?
Jamais soube o que fosse ficar em azul, mas conheço desde cedo o vermelho...o rubor na face por de nada dispor, o rubor que parece rebaixar minha condição e se faz reflexo no espelho;
Continuo a fazer contas sobre tudo o que pareço dever;
Sinto muito, caro credor...assim como não pedi por certos serviços que, com desagradável surpresa, me são constantemente cobrados...
Não me recordo de ter pedido para, na condição de um miserável, nascer e assim permanecer;
Ainda...que lute dia após dia sem sucesso, mas com uma fagulha de esperança que renasça diariamente em um avanço, com gosto amargo de previsível retrocesso;
Com a frustração de um anônimo ao anoitecer, que faça no limbo minha história permanecer ao tentar em paz adormecer;
Com um estranho e incômodo ranger...de dentes, por insano deja vú de estranho regresso e ilusão de sucesso que me faça enlouquecer.




Um comentário:

  1. Credores, por favor?
    Um iludido poeta, pseudo intelectual...pagando contas até mesmo para escrever. Sempre, ao vosso dispor.
    Grato.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.