Visitantes da página

quarta-feira

Um bom dia!

Entre arranha-céus pretensiosos, pois os céus jamais tocaram e destes nada saberão;
Entre ruas de asfalto que queimam as solas do sapato, pneus de carros...entre tudo aquilo que profana o chão;
Do conforto que sonho de uma singela cama de palha, de um palhaço que repousa em um confortável colchão;
De tudo aquilo que não sei, sobre todas as coisas incertas que virão;
Virá o dia em que tornarei sublime minha condição, descendo à terra e permeando a estratosfera, transcendendo os limites da carne e do chão;
Enquanto a fumaça perfuma e contamina o ar odioso que meus pulmões inspiram e a estes contamina;
Enquanto contemplo carros passando e caminho à pé...fascinado por coisas mundanas que hão de agradar a um jovem que sonha dentre os demais, coisas que distraem os olhos e transformam em sonhos aquilo que fascina;
Estou aqui neste momento, sentado em uma cadeira de escritório qualquer ou em um chão de cimento...
Sob um céu claro, ou cor de chumbo que não se derreta, assaz cinzento;
Estou aqui, na esperança que ostenta a mesma multidão que comigo acorda e adormece, esperando em seu sonho alguma realidade que os livre da vil vida vadia;
Estou aqui...simplesmente para lhes dizer que sou um anônimo e pretenso poeta que caminha entre vocês, que sou aquele que não muda estação como uma solitária andorinha;
Estou aqui, com o simples intuito de desejar de coração aquilo que raramente tenho para mim, a todos vocês...UM BOM DIA!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.