Visitantes da página

segunda-feira

Abraços e memórias

Abrace uma memória, sinta a leveza de seus braços que nada tocam ao prender-se para sempre em dias de sua glória;
Lembre-se de sua história, esqueça sua ainda contínua e viva trajetória...aquilo que morreu com sua auto-estima, ainda vive como pulsante artéria neste doce espaço temporal, no qual se apraz prender-se como em um inabalável pedestal;
Perdeu-se a fé, perdem-se os motivos...vive aquilo que deveria morrer, morre aquilo que permanece respirando e parece agonizar, embora com saúde aparente e ainda vivo;
Sinta seus braços que se prendem ao abstrato...viva do sentimento inócuo que remeta a um retratro;
Sinta em seu combalido coração não bater nada além do saudosismo, a saudade...sinta de si mesmo ou por aquilo que jamais deveria ser a razão de uma vida individual, pesarosa piedade;
Lágrimas que são prenúncio de uma mente que adoece com o passar dos anos, ao chegar da idade;
Mente...mentir para si mesmo parece ser um refúgio, abrigo para quem possa dizer que viveu anos dourados ou neste viu coisas, e destas coisas fez relevância para que estas fossem motivos para fazer meros fatos ou épocas da própria vida, serem motivos para eterna redundância...pelo caminho de uma mente ausente, uma vida que resiste...respira, mas se faz esquecida;
Abraçar algo que se pareça com o completo vácuo, será tão útil e eficaz quanto agarrar-se a um defunto desejando que este, desesperadamente retorne à vida, esquecendo que tudo o que passa é meramente fugaz;
Fuga...fugaz, perdem-se facilmente motivos quando se há necessidade de algo para motivar ou rochas inabaláveis que argumentos ou o tempo irão, com sua implacável ferocidade abalar;
Conte suas histórias,viva e cultive suas memórias...mas, para que destas nunca se esqueça ou para que talvez sua mente jamais adoeça, jamais permaneça com braços envoltos em torno daquilo que já se fez uma história. Permita-se viver o passado, mas jamais se esqueça que, apesar dos pesares e das bagagens...ainda existirá, esperando por você, o AGORA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.