Visitantes da página

quarta-feira

Qual a cor de seu dia?

Todos os dias são iguais....todos hão de possuir as mesmas vinte e quatro horas;
Alguns se parecem pesados demais, outros, leves como a brisa que sopra no outono, no raiar da aurora;
A cor de cada dia, não está no céu que lá fora se observa, está na mão daquele que, quando criança...involuntariamente ao seu favor, o coloria;
De um céu cinza e sisudo que se observava, com uma cor primária...com o mais puro azul, passava-se por cima o lápis, e toda a tristeza que pairava, de repente sorria;
Para alguns, que enxergam somente a areia, outros hão de enxergar a possibilidade de um castelo, vislumbrarão quiçá a miragem de uma sereia;
Para outros, quando a loucura bate à sua porta e sua parede permeia...nada como um tom impermeável de verde esperança...nada além de um tom que a escuridão clareia;
Todos os dias são iguais, todas as noites, iguais serão;
Como elas irão se parecer, como para você se parecerão...lembre-se;
A escolha ainda é sua...os lápis de cor ainda estão em sua mão. 
Nunca se é adulto o suficiente para brincar de ser criança, nunca se é criança o suficiente para lançar em brados àquilo que possa ser um sim, um implacável não;
O destino não é flores, o destino não é somente chão...o destino pode ser concreto ou abstrato..o destino, está te esperando para brincar lá fora, no portão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário