Visitantes da página

terça-feira

O lobo humano e o câncer.


"HOMO HOMINI LUPUS EST" - THOMAS HOBBES




Vida que floresce inesperadamente dentro de outras vidas, vida que se alimenta da seiva de qualquer árvore favorita;
Vida...que brota desapercebida, nasce e cresce lentamente ou rapidamente, sem à princípio incomodar, sem se parecer com parasita;
Vida, ainda que ostente este sublime nome, por sua condição se faz maldita;
És a dor que causa no seio de uma formosa dama, é o drama que faz adoecer um ser humano e toda uma família;
Vida que ninguém pediu para nascer, assim como a nossa própria, vida que nasce perniciosa e golpeia cruelmente pela retaguarda, pela costa;
Vida que cresce e se alimenta farta, enquanto outra que possui relevância e caminha sobre duas ou quatro patas...faz definhar e aos poucos, mata;
Vida estranha que nasce dentro da gente...genética puramente ou castigo de origem sobrenatural que ataca sorrateiramente?
Cresce e se espalha...movimenta hospitais, traz a enfermidade e o desespero, mas...enche de dinheiro o bolso de alguns ávidos animais;
Vida que nasce bandida, que deveria no berço ser, sem piedade antes de se manifestar, punida;
Quando deixará de ser interessante sua existência ao seu hospedeiro, sem escrúpulos e interesseiro...quando será extirpada de uma vez por todas, livrando do sofrimento o infeliz enfermo?
Sua existência e permanência talvez seja explicada quando se assemelha com a nossa própria, e talvez será finalmente eliminada, quando o câncer chamado raça humana...da face da Terra for exterminada!










Nenhum comentário:

Postar um comentário