Visitantes da página

terça-feira

Me dá sua mão?




Te encontrei em um inesperado lugar, em um inesperado dia;

Te encontrei menina...ainda te vejo como tal;
Mulher te ajudei a se tornar para o mundo talvez....para mim, entretanto, permaneces como aquela boneca com a fragilidade do valioso cristal;
Menina...que contemplo com seu doce olhar da cor do céu, que encontrei talvez por acaso, mas não em qualquer esquina;
Melhor caráter, melhor pessoa....melhor amiga; tudo o que encontrei, encontrei na faceira face de um anjo com jeito de singular guria;
Menina espero que permaneça...até que talvez um dia você cresça, até que, talvez....UM DIA EU CRESÇA;
A mais pura amizade que transcende até a própria empatia é o que tenho por ti...e talvez, este sentimento, com a sabedoria da ampulheta do tempo amadureça;
Menina que aprendi a admirar e alguém que voltei a sentir vontade de cuidar e me importar;
Menina...se o mal que corre em minhas veias poluídas vierem a te a ameaçar... que os bons ventos da vida e o destino, de mim venham a te preservar;
Entretanto, meu anjo...como é bom pelo menos por hoje, reiterar o que abaixo não hesito sequer por um instante em reafirmar...
Menina...como é bom ter por ti o mais puro dos sentimentos, como é bom, incondicionalmente dizer que sei te amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário