Visitantes da página

segunda-feira

Fogo de Palha.


Para tudo o que já se aproximou... para aquilo que somando-se dois, como um pulsa...









um dia há de existir desprezo, um dia resta a repulsa;





Tudo que se disse amor, na verdade não passou de fugaz e interesseira paixão...tudo aquilo que tanto apetecia à carne, jamais interessou ao coração; 

Não interessa a memória...apaga-se facilmente qualquer história;

Pegadas que no chão ficaram, com o tempo e juntamente com todas as juras para o limbo rumaram;

Malas feitas, palavras de ódio...aquilo que chamava de seu tesouro, agora é objeto de sua ira e os laços que pareciam sublimes...se desatam como se desfaz uma sociedade de negócio;

Interessa enquanto for conveniente...amor? Desde que seja do jeito que deseja a gente;
Os carinhos se transformam em agressão, o fogo deixa de aquecer para queimar tudo o que restou e ferir aquilo que se chama de coração;
Sequer cacos pelo chão restarão...ambos, em distintos caminhos e outras relações como estas construirão;
Esperanças e promessas de amor eterno...quando na verdade, dentro de si existe nada além de mentira e sua vaidade...tudo que possa fomentar um verdadeiro inferno;
O que foi piada já não diverte mais....aqueles que já se olharam nos olhos, sequer ousam olhar para trás;
Esse é o amor de humanos, imperfeito como tais...como jurar um sentimento perfeito e incondicional, divino...quando somos meros e falhos mortais?


Entre víboras sedentas por carinho e atenção, rastejo furtivo e sorrateiramente no chão;

Entre uma companhia conveniente para do ego, simples satisfação...escolho a amizade verdadeira, prefiro ao amor utópico, a real solidão;
Tudo o que foi engraçado já não significa nada...tudo o que já foi piada se perde com o desrespeito de um cruel tapa;
Parece triste, parece real...se parece pessimista ou quiçá pouco engraçado para ser anedota. Fato é, que tudo aquilo que um dia foi algo, não passará amanhã de desprezível idiota;
Como é admirável o ego...aquilo que tanto se pede e por dentro, nada se nota.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.