Visitantes da página

quarta-feira

Às suas posições!

Próxima parada, pode ser onde pára para sempre o coração;

Próxima parada...poeira pelo ar, respira-se incerta sorte...sente-se cheiro de vida em uma pulsação frenética, sente-se o cheiro putrefato da morte;

Próxima parada, próxima estação...desça do trem, caminhe rumo àquela temida e esperada direção;

Face à face com aquele que nos olhos te fita, dois coração então, pulsando no mesmo compasso e sentindo a mesma sensação...

Pensa-se por algum instante...pensa-se por segundos se seria, apesar das diferenças e da honra ferida, se aquela seria a única solução;

Seria mesmo necessário lavar com sangue...o seu próprio ou do outro atirador, a roupa suja pela amargura, por mero orgulho...para matar e sair com sorriso de satisfação?

Pensa-se por instantes...pensa-se demais...

Rapidamente, o golpe de um impiedoso raio, aquele que pensa menos e age sagaz...que saca do coldre sem piscar e velocidade em ato mordaz...

Acerta um único projétil...cerrando os olhos e ostentando em silêncio fúnebre o orgulho de uma vida ter ceifado. Foi-se um pistoleiro, com sua honra, foi-se para jamais;

Quem venceu o duelo não importa, outros hão de existir...pois, a sede humana por sangue de seu semelhante, parece não se saciar jamais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário